terça-feira, 5 de abril de 2016

Como construir um "Bloqueio Criativo" - BEDA #5

Em apenas duas páginas feias, testes de esferográficas, grafite e aquarela.
Não, você não leu errado -- eu não pretendo te ajudar a sair do buraco do "bloqueio" criativo... Até porque se eu soubesse como, não estaríamos tendo essa conversa. E para ser sincera, eu nem gosto muito dessa história de "bloqueio artístico" ou "bloqueio criativo" -- por isso que estou usando aspas até agora... Eu ficaria mais feliz com um termo como "ressaca criativa" ou "mal-estar criativo"; porque "bloqueio" sempre me dá a ideia de algo externo que é colocado entre você e a sua produção criativa, qualquer que ela seja...

Você está lá, de boas, fazendo tudo certinho e BANG! Cai um bloqueio na sua frente e não sai mais nada.. E agora? Será que a defesa cívil virá lhe ajudar?

Pra mim nunca foi assim... Sempre foi uma questão de construção de barragem mesmo... Pequenas más escolhas, acumuladas ao longo do tempo, e que levaram a travar qualquer vontade e produção. Entre elas:

1 - Falta de Foco.
Não saber o que quer praticar, ou querer praticar tudo -- e acabar não praticando nada. No momento eu estou com vontade de praticar desenhos a grafite, voltar ao básico... Mas aí eu lembro do lápis de cor... E aí eu vejo que todo mundo está fazendo aquarelas... E nessa vontade de fazer tudo -- e encontrar, por exemplo, um sketchbook que esteja preparado para tudo isso, eu não faço nada.

2 - Perfeccionismo.
Essa é um clichê, mas não deixa de ser verdade por causa disso: sempre que eu foco na qualidade (ao invés de focar na quantidade) o resultado é uma queda geral nos dois. Ver um monte de vídeos no youtube e páginas de artjournal lindas por aí não melhora... Cria uma pressão desnecessária.

3 -Indisciplina.
Não colocar a prática como prioridade. O que faz com que você faça algo um dia, no outro não e talvez retome daqui a duas semanas (ou mais). Essa indisciplina, essa falta de constância, está também ligada a falta da foco -- nesse caso o que falta é um propósito claro do porque fazer isso.

E agora, como a gente sai dessa?
Para ajudar a sair dele, conte com a ajuda dos especialistas:

Nenhum comentário:

Postar um comentário