domingo, 16 de setembro de 2012

Um pouco menos de conversa, um pouco mais de ação.


A divulgação oficial desse blog dependia de três requisitos: criação de uma área completa com meus estudos ao longo dos anos (ok); uma pequena "revisão histórica" das escolas onde eu tentei "formalmente" me especializar (50% ok) e, duas semanas de posts adiantados para que eu não precisasse ficar escrevendo qualquer coisa sem relevância para manter o blog vivo - acho que a partir de 01 de outubro as coisas começam a funcionar assim...
Mas depois disso, e aí?

A contradição.
Até o momento existe uma contradição essencial nesse blog: um espaço sobre desenho, sobre pessoas que assim como eu sempre quiseram desenhar mas que por algum motivo sofrem com a fase necessária para chegar lá: pegar no lápis, sentar a bunda na cadeira e desenhar - independente do resultado que aparecer no papel. Pessoas que assim como eu ficam falando, falando, falando de como gostariam de fazer isso, mas fica aí. Do meu ponto de vista, eu sei o que eu ganho por aqui - até agora, o blog está sendo minha "comissão da verdade" particular, minha forma de reescrever a história, assumir a responsabilidade e mudar a direção.

Mas do ponto de vista dos visitantes... Ainda tenho que me acertar um pouco mais sobre o que significa "relevância". Como, coletivamente, a gente para de falar em desenhos que gostaria de fazer e começa de fato a desenhar? Como a gente coloca isso na agenda, assume como compromisso, rotina, e seja o que Deus quiser?

Voltando ao trabalho ontem…
Sem um nada de comprometimento.
Incerto.
Ainda não sei resolver essa equação. Visito muitos blogs sobre pessoas que atingiram e conquistaram um determinado nível de desenvolvimento em qualquer área da vida e então decidem escrever um blog para tornar o percurso mais fácil para os outros... Não é o caso aqui. Ainda estou dando meus passos, e isso é quase para documentação com um toque de exemplos que você pode até tentar levar para o dia a dia - ou não. Sei que preciso documentação. Preciso ser capaz de dizer: "Ok, meu resultado está assim porque esse foi o tanto de esforço que eu coloquei na coisa...". Hoje em dia ainda não sou capaz de fazer isso - e quando eu vejo, mais um ano se passou.

Por onde ir?
Isso melhora se eu publicar diariamente meus sketchs tortos (e com isso deixar claro também, os dias em que eles simplesmente não acontecem)? Melhora se eu resenhar os meus livros da área, tentar resumir lições importantes e disponibilizar exercícios? Ou faço isso publicando um vídeo da destruição de um Moleskine pela invasão de homens palitos desproporcionais, manchas de café e tintas inapropriadas - só pra acabar com a reverência ao grande sketchbook branco? Ainda estou considerando todas as opções.

Nenhum comentário:

Postar um comentário