quarta-feira, 17 de abril de 2013

Abril - o mês que tudo termina, mas nada acaba.

Acho que o resultado de cada mês tem um sentimento específico, todo especial. O de Abril, aparentemente para todas as coisas, é que tudo chega ao fim - mas nada realmente acaba. É como um "Mortal Kombat" no qual você desiste ao escutar "Finish Him!". Provavelmente estou "viajando", mas... Os desenhos sentem... Eu começo, a coisa chega na metade e de repente o que eu sinto é que "deu, não deu?". Talvez eu esteja trabalhando grande demais para o meu tempo disponível, ou talvez eu esteja sofrendo apenas de preguiça aguda -- o que é muito mais possível. Gostaria de dizer que isso está sendo um oásis no deserto do estresse mas... Não chega nem como miragem. Quem sabe Maio tenha uma vibração um pouco melhor? Fico na expectativa.

O rabisco que ilustra esse post...

Rascunho 34

Nenhum comentário:

Postar um comentário