sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Sketchbook Canson One - Uma ótima opção para começar.

Se você está procurando um sketchbook para começar a rabiscar, hoje eu vou falar de uma ótima opção: o sketchbook One da Canson. Você o encontra em diversas lojas (no final do post eu trago algumas opções) e em diversos tamanhos (do A6 de bolso até um imponente A3).

O Sketchbook é preto, capa dura e possui 100 folhas brancas de gramatura 100 g/m2 -- infelizmente, as folhas não são acid free, o que significa que ele pode amarelar com o tempo, mas como o preço vale a pena, é ótimo para quem está começando e quer fazer rabiscos descompromissados.

Atualmente eu estou com um A5 "em aberto" (que é como eu chamo sletchbooks começados mas ainda não finalizados). Já experimentei com grafite, lápis de cor, aquarela, marcadores e nanquim e foi tudo mais ou menos sossegado -- é claro que, marcadores irão vazar para o outro lado da folha, e as aguadas de aquarela e nanquim, além de leves, precisam ser deixadas abertas para secar e depois bem fechadas para desentortar a folha, mas mesmo assim dá para o gasto.

Alguns rabiscos criados no Canson One
Para comprar:

Se você quiser experimentar, os melhores lugares para encontrá-los online são:

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

A gente desaprende...

Não sei mais desenhar. Não é eufemismo, não é falsa modéstia. Depois de anos levando essa coisa do desenho sem comprometimento e sem consistência eu simplesmente involui. Minha criatividade temática é digna de quem fica rabiscando em uma reunião ou ao telefone. A qualidade técnica de execução não fica atrás, e tudo ficou quadrado, mal feito, amador.

Quando isso acontece, só há uma escolha a fazer: abandonar o barco ou recomeçar. A alternativa sensata para quem tem 35 anos, uma filha pequena e tenta ter um home-office produtivo seria deixar tudo isso de lado.

Felizmente, sensatez nunca foi uma das minhas qualidades.
Ou seja: resta recomeçar.
Mas por onde?

Essa é a questão que me entretém agora.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Minhas Sinceras Desculpas

Pela milésima vez, peço desculpas. Deixei quem ainda visita o blog na mão, me deixei também na mão. Logo depois do último post, fiquei ruim, perdi o ânimo e comecei a me perguntar se qualquer coisa dessas vale a pena.
 
Recentemente, depois de muito considerar, cheguei a conclusão que vale a pena sim... De um ponto de vista bem pessoal... Mas tudo bem.
 
Segunda-feira estou de volta a programação proposta... Enquanto isso, deixo com vocês um resultado dos poucos trabalhos do #inktober.