quarta-feira, 6 de abril de 2016

Como Estruturar Referências para Estudo - BEDA #6

A postagem de hoje vai ser um pouco preta e branca -- então eu espero que você não desanime, porque ainda assim vai valer a pena. No BEDA #5 eu falei um pouco sobre o impacto da falta de foco: não saber o que estudar, e por conta disso não estudar nada. Então eu lembrei dos meus PDFs do FAC (Famous Artists Course) -- esse foi um curso por correspondência de desenho muito famoso nos EUA, que contava com artistas de peso entre os professores que elaboraram a apostila (entre eles, por exemplo, Norman Rockwell). Os PDFs das apostilas escaneadas costumam circular pela Internet de forma pirata compartilhada de tempos em tempos, e o esforço para baixá-las vale muito a pena (especialmente se você domina o inglês).

Uma nota: Como profissional de ensino a distância eu sei que o termo "curso por correspondência" costuma carregar uma carga negativa aqui no Brasil -- muito pela falta de formação do estudante brasileiro em aprender por conta própria, e de alguns conteúdos de baixa qualidade vendidos -- mas a situação é bem diferente quando falamos de EUA e Europa, onde essa foi uma maneira de aprendizagem séria por mais de um século. Quem leu "O Diário de Anne Frank", por exemplo, sabe que ela aprendeu línguas por correspondência durante a guerra escondida num sótão... Então acredite que você pode -- em situações muito mais confortáveis (e ainda hoje com o benefício da Internet) -- fazer o mesmo.

Agora voltando ao FAC -- já na apostila inicial de introdução, ele oferece um "gráfico para fazer um arquivo" de referências, citando vários tópicos comuns ao dia a dia e todo o tipo de itens do qual você deveria fazer um arquivo de referência (com fotos, recortes etc.). O gráfico é esse a seguir.
Para pessoas como eu, que sofrem de TOC informático, isso é um deleite... Há tempos tenho um pastinha no Dropbox cheia de referências digitais para desenho... E tudo bagunçado. Ao lembrar disso, já sonhei com nomenclaturas para categorias e subcategorias, pastas e subpastas onde vou jogar meus arquivos de imagem e PDF etc., etc.

Mas pessoas normais como você podem se beneficiar de outra forma: Esse gráfico de referências é uma ótima forma de levantar temas para estudo... Eu mesma percebi que quando vou desenhar estou sempre muito focada em Figura Humana, e em apenas algumas determinadas categorias. Com essa lista fica mais fácil levantar referências para estudo, e mesmo marcar aquilo que você precisa estudar -- para mim, cenários de qualquer tipo e animais, por exemplo, seriam um ótimo desafio, já que essas áreas costumam ser incrivelmente negligenciadas. 

Por conta disso, eu até comecei a traduzir a lista acima pra montar um PDF semelhante, o mais fiel possível, para me orientar... Mas enquanto fazia isso, tive que parar: por mais que eu queira ser fiel a uma referência tão bacana, os tempos são outros (mais precisamente, quase 100 anos depois), então alguns itens precisam mesmo de atualização... Então esse freebie para os meus leitores vai ficar para outro dia -- mas ainda nesse BEDA.

 Quando eu cheguei no item "Natureza", ficou claro que era preciso detalhar um pouco mais... "Água", por exemplo, é um item muito amplo pra juntar "rios", "lagos", "praia", "cachoeiras" etc.

Se você ficou interessado no "FAC - Famous Artists Course", ele ainda existe em uma versão atualizada pela fundação que mantém os direitos do curso -- é possível adquirir os arquivos oficiais online na versão digital, ou comprar a versão impressa para se entregue em casa. Basta acessar: http://arthomestudy.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário