domingo, 23 de outubro de 2016

Assuma seu espaço!

Tenho um lembrete no meu caderninho de afazeres (bullet journal, ou BoJu, é muito gourmet pra mim) que diz: OWN THE FUCKING DESK -- desculpe o linguajar, mas assim é mais preciso. Tenho uma prancheta profissional de desenho há 20 anos. Meus pais compraram para mim no segundo ano do ensino técnico -- apartamento pequeno, abri mão de ter uma cama fixa pra colocar a prancheta -- e a utilizei muito para projetos de arquitetura do 2º ao 4º ano do técnico -- mesmo que a motivação de tudo, até do técnico, fosse ter acesso a materiais para desenhar bastante, incluindo é claro, a prancheta.

O detalhe é que há uns 16 anos ela está regularmente parada. Quase tudo que rabisquei nesse período não foi feito nela e em uma boa parte desse tempo ela ficou sendo local de entulho. No último ano achei que isso era inaceitável e coloquei ela em condições perfeitas para desenhar... Até agora, não o fiz.

Você vai em aulas de desenhos com professores de 18 anos que desenham sem parar desde que conseguiram segurar um lápis, e eles não conseguem oferecer sugestões ou alternativas para esse tipo de "bloqueio" -- outros vão dizer que você não quer realmente fazer alguma coisa, senão estava fazendo, e não escrevendo a respeito. Mas o bloqueio é real, a resistência é palpável. E derrubar ambos é imprescindível.

Sentar no seu espaço, seja um canto no sofá ou um ateliê dos sonhos iluminado, e dizer: "É aqui que eu faço minha arte" -- seja qual for sua arte no momento -- é impressindível. Afinal  de contas, como diria Woody Allen: "80% do sucesso é comparecer". Compareça.

OWN YOUR FUCKING SPACE!

Nenhum comentário:

Postar um comentário